Fale Conosco

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Quis, asperiores doloribus cum laudantium

Artigos

Faça uma busca por Noticias e Artigos
29 de julho de 2019

Conheça os tipos de inteligência e descubra a sua!

Segundo a visão de Paulo Freire, educador bastante valorizado no Brasil, não existem pessoas mais ou menos inteligentes, mas tipos de inteligência diferentes. Independentemente de que alguns possam concordar e outros discordar desse olhar acolhedor do patrono da educação brasileira, o fato é que há certo consenso de que existem padrões diferentes de inteligência.

Por isso, para qualquer pessoa que busque o desenvolvimento profissional e pessoal, o exercício de entender em qual classificação nos enquadramos melhor é fundamental — uma ferramenta de autoconhecimento e de bastante utilidade prática. Ao fazermos essa identificação, fica mais fácil de reforçar nossas potencialidades e melhorar nossos pontos fracos.

Desse ponto de vista, não esqueça que, se existem coisas que podemos conquistar e que ninguém e nada poderá tirar de nós, são as capacidades que desenvolvemos e a pessoa que nos tornamos.

Então, aceite o nosso convite e siga a leitura fazendo uma viagem em si mesmo!

Os tipos de inteligência

Apesar de termos citado Paulo Freire na introdução, vamos nos apoiar na teoria das inteligências múltiplas de Howard Gardner, que, em 1983, formulou a base teórica que fundamenta a necessidade de uma educação plural, que considere os vários tipos de inteligência.

Esse professor de Harvard ajudou a reforçar a ideia de que o teste de Q.I. tinha relevância limitada. Durante muito tempo, esse modelo foi muito valorizado, mas considerava apenas um padrão de inteligência, impedindo uma análise das capacidades humanas em sua totalidade.

Mas, antes de continuar, precisamos fazer um alerta importante. Procure não se rotular com a inteligência com a qual se identificar mais, pois buscar o autoconhecimento não é se limitar.

Além disso, possuir um tipo de inteligência não significa que suas habilidades e sua eficiência estão restritas àquele tipo específico, mas que elas podem ser desenvolvidas com base nele.

Isso parece precisar de melhor explicação. Então, vamos a ela!

Se alguém tem mais facilidade com números, por exemplo, não significa que não possa aprender música, mas apenas que terá mais facilidade de entender se ela for ensinada usando a lógica matemática. Como as notas são vibrações e suas combinações guardam estreita relação com os números, isso não seria tão difícil quanto parece.

Dito isso, as 8 inteligências que Gardner identificou são:

Inteligência lógico-matemática

Esse talvez seja o tipo de inteligência mais fácil de identificar e entender que, durante muito tempo, foi o mais valorizado — era o principal considerado nos teste de Q.I.

Ele está voltado para a razão e para a capacidade de detectar padrões, resolver equações, fazer cálculos e resolver problemas.

Como você pode imaginar, as pessoas com esse tipo de inteligência têm mais facilidade de aprender utilizando números e lógica.

Por isso, costumam se destacar em profissões nas áreas de engenharia, ciência, contabilidade, estatística, como analistas e na aplicação da inteligência artificial.

Contudo, essas pessoas podem ter maior dificuldade com análises mais subjetivas, como a filosofia, e para entender posicionamentos mais emotivos de outras pessoas.

Inteligência espacial-visual

Se a primeira inteligência estava mais ligada aos números, essa segunda se baseia em imagens.

As pessoas que a desenvolvem compreendem mapas, gráficos e se localizam com mais facilidade. Ela também envolve certa capacidade de criação de imagens mentais e favorece a gestão de projetos inovadores.

Desse modo, as pessoas que a possuem identificam com facilidade o espaço tridimensional e se desenvolvem como arquitetos, fotógrafos, designers, escultores e artistas.

De outro lado, se elas forem forçadas a estudar uma tese de direito, por exemplo, poderão considerar uma tarefa monótona.

Inteligência verbo-linguística

A linguística é uma área baseada na comunicação, mas não se limita à escrita ou à capacidade de expressão oral. As pessoas com essa inteligência costumam ter facilidade de entender e se comunicar com gestos também.

Assim, elas têm uma capacidade muito desenvolvida de se expressar de todas as formas e com análises e interpretações de linguagem e de gestos, incluindo o desenvolvimento de trabalhos que dependam da linguagem oral e escrita.

Por isso, aprender um novo idioma ou atuar como orador são tarefas prazerosas para esses indivíduos, sendo comum que se destaquem em áreas como direito, literatura, poesia, jornalismo, redação profissional e relações públicas.

Inteligência interpessoal

Esse é um tipo de inteligência bastante valorizado no ambiente corporativo. Ela tem a empatiacomo característica principal. Assim, envolve uma grande capacidade de interpretar sentimentos, desejos e até intenções, no contato com outras pessoas.

Desse modo, as pessoas que a desenvolvem costumam ter facilidade de se relacionar com outras e aprendem assim. Ou seja, é no contato humano e no trabalho em equipe que elas se desenvolvem.

Para que profissão esse tipo de capacidade é mais adequado? A psicologia deve ser a primeira em que você pensou, mas podemos incluir ainda as terapias no geral, medicina, compliance, gestão de pessoas e política.

Contudo, considere que a medicina e a política, por exemplo, também demandam outras inteligências, pois envolvem dois tipos bem particulares de ciência.

Inteligência intrapessoal

Se o termo “inter” se refere ao exterior, o “intra” está relacionado ao interior. Desse modo, a inteligência intrapessoal é uma capacidade que facilita o reconhecimento de si mesmo.

Os mesmos sentimentos, motivações e desejos identificados nos outros pelo inteligente interpessoal são percebidos em si mesmo pelo intrapessoal.

Com base nessa capacidade, fica mais fácil para as pessoas com essa característica se transformar e controlar vícios e emoções, pois elas percebem o que precisam mudar antes de qualquer outro indivíduo.

Curioso é que essa é uma inteligência multiprofissional, uma vez que o autoconhecimento tem valor para qualquer atividade.

Inteligência naturalista

O contato com a natureza é o ponto alto desse tipo de inteligência.

Para alguns, pode parecer estranho que ela traga vantagens, mas profissões relacionadas a biologia, geologia, climatologia e meteorologia são favorecidas pela capacidade de perceber e compreender o mundo natural.

Essa inteligência só foi incluída nos estudos de Gardner em 1995, quando ela passou a ser considerada com maior importância para nossa sobrevivência no futuro.

Inteligência corporal-cinestésica

Nesse caso, estamos falando da capacidade de controlar movimentos, equilíbrio, coordenação e expressão corporal.

As pessoas com essa inteligência aprendem mais facilmente com a experiência física e de movimento, toques e sensações. Desse modo, se favorecem em atividades esportivas, na dança e em profissões que dependam dela, como bombeiros, por exemplo.

Inteligência musical

Não é preciso dizer que esse é o tipo de inteligência de músicos, compositores e engenheiros acústicos, por exemplo.

Essas pessoas têm uma capacidade especial de identificar tipos diferentes de sons e reconhecer padrões rítmicos e sonoros, bem como de reproduzi-los.

A inteligência emocional

Embora não faça parte do estudo de Gardner, a inteligência emocional ganhou destaque no mundo dos negócios devido à sua importância para o sucesso.

Reconhecer o que sentimos e aprender a lidar com nossos sentimentos é um aprendizado fundamental para o sucesso em qualquer área.

A inteligência emocional envolve a resiliência, que é a capacidade de se adaptar aos problemas e superar os obstáculos impostos a todos nós pela realidade e pelo convívio. Quem possui inteligência emocional se envolve menos em conflitos desnecessários e assume uma atitude mais prudente em situações difíceis.

Para concluir nossa postagem, não poderíamos deixar de mencionar que os tipos de inteligência não são completamente natos, ou seja, aqueles que nascem conosco.

Algumas das habilidades que caracterizam cada padrão podem ser desenvolvidas e aprimoradas com nossa dedicação e esforço.

Agora, compartilhe esta postagem. Certamente o assunto interessa para vários de seus amigos e de suas amigas e esse é um bom tema para trocar opiniões.

Entre em Contato

ligue-agora

Fale conosco(85) 3267.4307

Deixe seu comentário