fbpx

Insights de Mercado | 03 de agosto de 2020

 

Com os resultados prévios do fechamento econômico do primeiro semestre de 2020 fica claro notar que o mercado do estado do Ceará foi um dos mais afetados durante a pandemia do Covid-19. Essa contração econômica se dá por consequência das medidas de distanciamento social e fechamento das atividades não consideradas essenciais.

 

Apesar do forte impacto econômico o estado já ensaia melhorias e respostas positivas em diferentes frentes do mercado, bem como o setor da Indústria e o do comércio varejista. É importante acreditar que agora mais do que nunca novas oportunidades se criaram no mercado, e as empresas que foram resilientes e atravessaram esse momento agora terão que conquistar novos espaços e aprender junto com os consumidores a lidar com os novos desafios do “novo normal”.

 

Juntamente com o início da resposta positiva dos diferentes setores do mercado estadual, o Porto do Pecém, o porto mais importante do estado, vem concluindo novas etapas de expansão. O porto é o mais desenvolvido do Nordeste, situado em uma posição geográfica estratégica contando com o menor tempo de transito entre o Brasil, os Estados Unidos e Europa (7 dias) conta agora com a capacidade de receber 10 navios simultaneamente, podendo operar com 2 porta-contêineres como ocorreu nos dias 1 e 2 de Agosto nos berços 9 e 10.

 

Com a expansão da capacidade operacional do Porto do Pecém o mercado cearense contará com mais oportunidades de exportação e importação de produtos, além de ter uma redução no tempo de espera e melhoria operacional para embarque e desembarque no porto.